Blogger Widgets

|| Resenha || Um milagre chamado Grace - Kristin Von Kreisler

4 comentários


Título: Um milagre chamado Grace
Subtítulo: O amor pode aparecer em diversas formas
Autora: Kristin Von Kreisler
Edição: 1
Editora: Única
Ano: 2014
Páginas: 288
Classificação: 3/5
Compare os preços | Skoob


Depois de ter sobrevivido a uma tragédia em que vários de seus amigos foram mortos, Lila Elliot sabe que suas cicatrizes só amenizarão com o tempo. E ela é grata pelo carinho de sua melhor amiga, que a hospedou em sua casa para que ela não ficasse sozinha e recebesse seus cuidados. Entretanto, algo em seu coração não consegue esquecer a tristeza e a dor desse trauma. Até que ela conhece Grace, uma golden retriever que sofreu abusos e maus tratos, mas que havia sido resgatada por Adam, um homem de bom coração que não suportou ver um animal tão triste e sofrido. Lila, que tem verdadeiro pavor de cães desde a infância, terá de dividir o espaço com Grace. As duas precisam de amor e de tempo para superar suas tragédias pessoais. Grace mantém distância de Lila, pressentindo o medo que ela sente. Aos poucos, porém, Lila consegue enxergar pelos olhos de Grace o amor e a coragem que são tão importantes para seguir em frente. Um romance apaixonante, sobre os dramas da vida, as incertezas e o amor que chega inesperadamente.

Um milagre chamado Grace foi um livro que me atraiu por falar de animais, mais especificamente sobre uma golden retriever, Grace é uma cachorra muito meiga e amiga que já sofreu muito na vida. Como eu amo gatos e cachorros quis logo conferir essa história, adoro me emocionar com livros que falam sobre animais, o amor de um animal é tão puro e verdadeiro que é impossível não se emocionar com suas histórias.

Mas em Um milagre chamado Grace senti que faltou emoção, a protagonista Lila não conseguiu me conquistar, era uma personagem sem graça. No começo do livro ela sobrevive a uma tragédia e isso faz com que ela se torne uma pessoa amedrontada e é difícil para ela seguir em frente, retomar sua vida da maneira que era antes. Lila insiste tanto em entender o motivo para tal tragédia que isso chega a ser muito desgastante no livro, é algo que não tem muita explicação, mas ela acha que só irá superar se souber o motivo e vai atrás de pistas, pistas essas que não dão em nada. 

Grace por outro lado é uma cachorra encantadora que depois de sofrer maus tratos de seu antigo dono é resgatada por Adam, mas ele ainda não pode ficar com ela e por isso ela acaba ficando um tempo com Lila
Adam é amigo da melhor amiga de Lila e por causa de Grace eles acabam se aproximando, fiquei imaginando se iria surgir um romance entre eles para apimentar um pouco a história e quem sabe dar mais "ação" ao livro.

Fiquei muito chateada com algumas atitudes de Lila, muitas vezes ela era infantil demais, ainda mais quando se tratava de Grace, se Grace fosse uma pessoa já teria desistido de Lila há muito tempo.

Lila devido a um incidente do passado tem um trauma com cachorros desde pequena e isso acaba dificultando sua aproximação com Grace, mas nossa cachorrinha é muito inteligente e insistente e faz de tudo para conquistar Lila, é bonito de ver o amor de um animal por um ser humano, mesmo sendo rejeitado diversas vezes ele insiste como se isso fosse sua única salvação.

Por se tratar de uma história de superação tanto de Lila quando de Grace o livro vale a pena ser lido, quem gosta de livros de animais irá adorar, mas a história em si não foi muito bem desenvolvida, poderia ter sido mais trabalhada e ter emocionado mais o leitor. Senti falta daquela emoção de você virar as páginas e ficar ansiosa pelo próximo capítulo, talvez seja por isso que eu demorei um pouco mais do que o normal para ler, foi um livro que não me prendeu e quando isso acontece fica difícil seguir em frente na leitura, mas eu queria saber como iria terminar a história dessas duas e ver como iria ser a superação.

Um milagre chamado Grace é um livro bom. Indico principalmente para quem goste de animais, tenho certeza que irão se encantar com Grace.



|| Promoção || Ano Novo, Livros Novos

10 comentários



Já pensou em começar o ano ganhado uma sacolada de livros? Seria muito bom não é mesmo? Pensando nisso e para animar ainda mais o seu começo de ano, o Livros Pura Diversão se reuniu com mais sete blogs que vão presentear um único sortudo com oito livros. 

Quer saber como é fácil levar para casa esse presentão de Ano Novo? Confira as regras e participe! 

Promoção – Ano Novo, Livros Novos! 

Prêmios: 

- Livro: Arrabal e a Noiva do Capitão. De Tudo um Pouquinho 
- Livro: Belleville. Diário de uma Leitora Compulsiva 
- Livro: O Jeito que me Olha. No mundo dos Livros 
- Livro: O Mundo pelos Olhos de Bob. Conjunto da Obra 
- Livro: Mentirosos. My Book Lit 
- Livro Muncle Trogg - O menor gigante do mundo: Estante Vertical 
- Livro: Perdendo- Me. My Dear Library 
- Livro: Um milagre chamado Grace. Livros Pura Diversão

• Informações: 

- Não esqueça de ler o Terms & Conditions que está incluso no Rafflecopter; 
- Somente para quem tem endereço de entrega no Brasil; 
- A promoção vai de 25 de novembro a 31 de dezembro
- Será apenas um ganhador. 
- Para se inscrever basta inserir suas entradas no formulário Rafflecopter abaixo; 
- A primeira inscrição é livre, para entradas extras leia a instrução de cada uma; 
- O sorteado será anunciado neste mesmo post após o dia 31 de dezembro; 
- O sorteado terá 3 dias para retornar o e-mail com seus dados, ou um novo sorteio será realizado; 
- Os blogs serão responsáveis pelo envio de um exemplar, não sendo responsáveis em caso de extravio pelos correios; 
- Caso o ganhador mande os dados para o envio do livro errado, o mesmo será sorteado novamente.
- Na opção twittar sobre a promoção, basta clicar no ícone do twitter que uma janela aparecerá com a mensagem que você deve twittar e é só confirmar e depois copiar o link e colar no local indicado. 
- Usar o tweet about the giveaway apenas 1 vez por dia, com a seguinte frase: Vou começar 2015 ganhando uma #sacoladadelivros! 

a Rafflecopter giveaway


Beijos e boa sorte!




|| Resenha || Vinte Garotos no Verão - Sarah Ockler

9 comentários


Título: Vinte Garotos no Verão
Subtítulo: Na verdade as coisas não vão embora. Elas se transformam em algo diferente. Em algo mais bonito
Autora: Sarah Ockler
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 288
Classificação: 4/5
Compare os preços | Skoob


Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

Em Vinte Garotos no Verão, conhecemos a história de Anna, Frankie e seu irmão mais velho Matt, os três são melhores amigos e quase inseparáveis. Anna nutre um amor por Matt há muito tempo, mas nunca contou a ninguém. Porém no seu aniversário de quinze anos, entre brincadeiras, sorrisos e olhares, Matt beija Anna, fazendo o coração dela bater mais forte deixando ainda mais vivo o amor que ela sente por ele. Os dois passam a se encontrar escondidos, começando assim uma linda paixão. Anna quer contar para Frankie, mas Matt não deixa pedindo que ela espere, e que ele mesmo quer contar, e ela promete que não vai contar. Acontece que um mês antes de Matt e Frankie viajarem, na qual ele iria contar sobre ele e Anna, num fatal acidente ele acaba morrendo, deixando Anna com um segredo e uma promessa a cumprir, pelo menos foi o que ficou na mente de Anna.

Quando isso acontece, você está totalmente despreparada, fragmentada e perdida, procurando um sentido oculto em cada coisinha. Reproduzi os eventos daquele dia centenas de vezes, procurando dicas. Um fim alternativo. Um efeito borboleta.

Um ano depois, a morte de Matt afetou a todos, principalmente Frankie, deixando-a completamente diferente do que ela era. E ela tem em Anna sua melhor amiga, todo o apoio. Os pais de Frankie planejam uma viagem para a praia, Frankie fica relutante no começo, mas depois cede. Anna vai junto e elas combinam de conhecerem vinte garotos nessas férias, no verão que pode ser o verão da vida delas, entretanto Matt nunca deixará os pensamentos de Anna.

Vinte Garotos no Verão é uma história sensível, mas ao mesmo tempo doce. Fala sobre amizade, o primeiro amor, perda e em como seguir em frente, tem um começo e um plano de fundo triste, mas no decorrer da história não se mostra uma história realmente triste, mas sim uma história que emociona em várias partes.

É também uma história que envolve segredos e mentiras, e que a qualquer hora pode vir à tona. Frankie quer se mostrar forte, mas interiormente ela não superou a perda de Matt. Anna guarda para si o amor que sente e teve por Matt, sempre querendo contar para Frankie, mas ela pensa que se fizer isso ela irá trair a promessa que fez para Matt e por isso mesmo relutante ela não conta.

A escrita da autora é suave e nos envolve na história, passando para o leitor toda a sinceridade dos sentimentos, fazendo-nos sentir o que os personagens sentiram.

Em alguns momentos não aprovei algumas atitudes das personagens, mas fui percebendo que tais atitudes eram necessárias, até mesmo para a história ficar mais madura. Mesmo tendo tudo a ver com a história, achei que poderia ter um titulo melhor, algo mais profundo que valorizasse ainda mais o livro, pois ele tem uma capa e história lindas.

Vinte Garotos no verão é uma história que irá tocar qualquer leitor, e que pode ser lida em qualquer momento e humor e que eu sinceramente indico.
Espero que tenham apreciado a resenha, até a próxima.


|| Resenha || Perdida - Carina Rissi

8 comentários


Título: Perdida
Subtítulo: Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo
Autora: Carina Rissi
Edição: 1
Editora: Baraúna
Ano: 2011
Páginas: 472
Classificação: 5/5
Compare os preços | Skoob


Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda do prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...

Perdida era um livro que estava estacionado na minha estante desde a Bienal de 2012, foi o primeiro livro que comprei no último dia da Bienal (meu segundo dia de Bienal) e tive o prazer de conhecer a Carina, que por sinal é muito simpática. Naquela época ela ainda estava em uma outra editora, meu exemplar de Perdida é a primeira edição, lançado pela Editora Baraúna

A curiosidade em ler o livro sempre esteve presente comigo, mas em meio a tantos livros para ler a gente se sente "Perdida" (olha o trocadilho) na hora de escolher a próxima leitura. Mas quando a Verus lançou Encontrada o segundo livro da série Perdida eu decidi que não podia perder mais tempo e deveria conferir essa história e também conhecer a escrita da autora, já que a maioria dos leitores é só elogios para ela.

Posso dizer que esses elogios são mais que merecidos Carina criou um romance encantador, daqueles que arrebatam corações e com uma pitada de fantasia, afinal quem iria imaginar que seria possível fazer uma viagem no tempo através de um aparelho celular... a modernidade tomou conta da literatura.

Depois de perder seu celular Sofia precisa urgentemente de um novo aparelho afinal como irá sobreviver aos dias atuais sem aquele aparelhinho tão útil? E ao comprar seu novo celular é que tudo vira de cabeça para baixo de repente ela não está mais em 2010 e sim em 1830, no começo ela não quer acreditar naquilo como seria possível uma viagem no tempo acontecer com ela?

Mas aconteceu e só resta a Sofia tentar descobrir uma maneira de voltar a sua vida, ao seu mundo. Em 1830 Sofia esbarra com Ian, um jovem muito atraente, cavalheiro, educado, charmoso, resumindo tudo de bom e o sonho de qualquer mulher. Em meio as dificuldades para se adaptar ao seu novo estilo de vida Sofia vai aprendendo a viver sem as modernidades as quais estava acostumada e vendo que existem coisas muito mais importantes na vida. Algo aconteceu no século passado, algo aconteceu no coração de Sofia e ela não sabe mais se quer voltar para o seu mundo ou se quer permanecer onde está. Será que ela teria coragem de abandonar toda a sua vida? Seus amigos, seu trabalho (que convenhamos não é lá grande coisa) para viver uma aventura? O destino e futuro de Sofia estará mesmo no século passado?

Após concluir a leitura de Perdida eu me pergunto: Por que demorei dois anos para ler esse livro? Sim minha fila de leituras é imensa, mas a partir de agora quando se tratar de Carina Rissi com certeza os livros irão furar a fila rsrs.

Carina escreve com maestria e cria personagens maravilhosos daqueles que nos despertam vários sentimentos. Sofia é a típica personagem que torcemos por um final feliz, mas vive fazendo trapalhadas e isso fez do livro uma leitura muito divertida nos tirando várias gargalhadas. 

Ian é o mocinho por quem é impossível não se apaixonar, ele perdeu os pais e tem uma irmã mais nova e se sente responsável por ela, quer se casar para ter uma esposa a qual possa educar sua irmã nas boas maneiras para que ela se torne uma esposa perfeita para qualquer cavalheiro de respeito. Mas jamais imaginou que essa pessoa pudesse ser Sofia, afinal naquele século as maneiras de Sofia não são bem vistas , suas roupas e seu jeito de falar não condizem com a realidade feminina da época. Mas quem manda no coração? Quando o destino já está traçado não há como mudar.

Para quem gosta de romances no estilo chick-lit irão adorar Perdida e também os fãs dos romances históricos eu indico, pois irão curtir muito, só posso dizer que depois de ler Perdida o próximo da série já está na minha estante e será uma das minhas próximas leituras. Aguardo novas aventuras de Ian e Sofia.

Valeu Carina Rissi por nos proporcionar uma leitura tão agradável, divertida e romântica. Beijos galera e até a próxima.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...